Giuliane Fuzetto Paschoal

36 propostas de redação, mais de 100 versões, 527 minutos de chamada por Skype - sem contar as conversas por WhatsApp - 10 aulas de matemática sábado de manhã, 15 simulados para o SAT, Subject Tests e essay, 2800 km de viagem até os locais de prova dos SATs…

E para quê? Se fosse no início do processo, eu diria para eu ser admitida em uma das melhores universidades do mundo, lógico. Descobri, porém, que todo esse processo vai muito além da admissão. Analisar minhas experiências passadas, a minha personalidade, e até as minhas inseguranças a fim de definir em palavras quais foram as lições que eu aprendi e quem de fato eu sou, certamente não foram missões fáceis, mas se tornaram prazerosas e valiosas. 

Além disso, foram as essays e as conversas sobre ciência, projetos de extensão, laboratórios de pesquisa, grupos de mulheres, dentre tantos motivos, que me inspiraram a escolher a minha lista de universidades e o meu major. 

Fechando com chave de ouro, esta oportunidade me levou a Manaus, Brasília, São Paulo, Novo Hamburgo, sem sair de Campo Grande, e me apresentou a tantos outros applicants, que considero amigos e futuros parceiros no mundo acadêmico. Muito obrigada, Apply!


LUIS FELIPE DE SOUSA E SILVA

Harvard Law School, Class of 2018

Quando procurei a Apply, tinha um objetivo em mente: uma vaga no programa de Master of Laws da Harvard Law School. Claro que a ideia parecia absurda (eu evitava comentar com outras pessoas), mas a Apply me ajudou a descobrir que... nem tanto.

No fim, cheguei onde queria! O método da Apply me permitiu otimizar o tempo de preparação, além de elevar o nível dos meus essays. Como o application envolve autoconhecimento, ele pode se tornar desconfortável em muitos momentos. Neste contexto, a Apply incentiva nosso trabalho através de conversas com ex-alunos, compartilhamento de histórias inspiradoras e contato com tutores.

Eles sabem qual o patamar que precisamos alcançar e nos oferecem todo o suporte para que o alcancemos.


Ativo 2@4x-100.jpg

David de Freitas Mota

“Seja sua melhor versão”. É uma máxima que costumamos seguir durante o ano de application. No entanto, como um jovem recém-formado no Ensino Médio pode dizer quais são suas maiores características? Nós, a esta altura, nem sequer nos conhecemos.

Mergulhar em si mesmo é, portanto, a maior lição que esse processo nos deixa. Nisto, os essays fazem seu papel. A cada passo no desenvolvimento desTes textos, conseguimos conhecer um novo pedaço de nós: um novo sonho, uma nova inquietação com a nossa sociedade.

Desta forma, encontramos o porquê de tentar algo tão grandioso como pode ser estudar em outro país. Descobrimos que a nossa escolha, sim, muda tudo. Independentemente da prospecção acadêmica, todos deveriam passar por esse processo de autoconhecimento, pois nele podemos avivar a inquietude com todos os problemas que enfrentamos atualmente.

Eu sou muito grato por ter tido a oportunidade de experimentar isto, pois, no fim, o mais importante não são as tão sonhadas cartas de aceitação, mas, na verdade, a pessoa que você se tornou.


Fabio.jpg

Fábio Markovski

Columbia University, PhD candidate | University of Pennsylvania, Class of 2015

Muitos alunos no ensino médio acreditam que entrar numa universidade americana é algo impossível. Na realidade, não há nenhuma impossibilidade.

No meu caso, o que fez toda a diferença foi ter o apoio dos meus pais, da escola, dos meus amigos e dos meus tutores da APPLY.

É claro que minha dedicação em ler livros em inglês, estudar para as provas no colégio e ter boas notas nos testes americanos também foram importante. Hoje, já sou estudante de Neurociência Cognitiva e nunca estive tão feliz.


Mateus Picanço Lima Gomes

Brown University, Class of 2018

Nunca pensei que chegaria tão longe assim. Nunca pensei que este garoto que acredita que música pode salvar vidas fosse ser ouvido.

Ser aceito em Brown não foi simplesmente ser um dos 1,550 de mais de 30,000 candidatos admitidos numa das melhores universidades do mundo. Ser aceito em Brown foi saber que essa universidade me ouviu e acreditou em mim.

Eles ouviram o garoto que colocou seus sonhos e coração naquele essay e deu tudo o que tinha nos numerosos testes que fez.

Não poderia estar mais feliz. Quero agradecer a Brown pela oportunidade de uma vida e agradecer aos meus mentores da APPLY, conselheiros e amigos.


44303230_1849876561797115_4260065789336050472_n.jpg

Juliana Hadad

New York University, Class of 2018

Uma experiência única. Eu em São Paulo, e eles, em Manaus. É impressionante como a questão geográfica não atrapalhou. Video-aulas diárias de inglês e matemática preparatórias para o SAT.

O apoio foi muito além do acadêmico. E foram tantas dúvidas sobre o meu perfil, o novo ambiente, a redação pessoal e impactante.

Fui aceita em diferentes universidades e, por meio da APPLY, pude conversar com alunos de cada uma delas. Optei por ingressar na New York University (Go #Bobcat!) e não poderia estar mais satisfeita!


Mateus de Campos Figliuolo Tinoco

Berklee College of Music, Class of 2019

Não foi apenas um processo em busca de uma universidade americana. Foi uma fase da minha vida, durante a qual obtive superações pessoais, amadurecimento e vitórias.

Se não fosse pelo grande suporte, pelo real ensinamento de persistência e “puxões de orelhas” que os integrantes da APPLY me deram, eu provavelmente seria o mesmo Mateus de antes.

Meu conselho para quem ainda vai começar: você quer, você consegue. Ingressei na melhor faculdade de música contemporânea do mundo, a Berklee College of Music. E a APPLY foi essencial para a minha aprovação.


PHOTO-2019-03-28-17-55-51.jpg

José Luiz Vargas Mendonça

Michigan University, class of 2023

Aplicar para os Estados Unidos é recontar sua história, ligando os pontos do passado que nos permitem escrever o próximo capítulo. É um processo filosófico que avalia quem você é. Cada nota de SAT, conquista acadêmica, decisão pessoal, reação frente determinadas situações e comportamento durante a vida é uma pequena peça de um quebra-cabeça que se completa no decorrer das etapas.

O ano de application é muito desafiador, repleto de sentimentos que ora se unem e ora, divergem. Apesar da certeza de que as escolhas feitas foram as melhores, há a insegurança do futuro que as acolherão. Percebi que os essays escritos, as buscas realizadas e as entrevistas com ex-alunos, nada mais eram que discussões sobre a minha alma. Por esse motivo, tive que fortalecer meus valores e confiar em quem sou e, nesse sentido, o apoio familiar é primordial. Nossos pais são as fortalezas que organizam todas as apreensões e ajudam a nos direcionar.

Não posso deixar de mencionar também o papel fundamental de professores, amigos e de todos que, ao meu lado, batalharam pela conquista das aprovações – um troféu.

Aos futuros applicants, peço que se dediquem em suas atividades e sonhem porque os seus sonhos medirão seus futuros. Portanto, sempre busquem as melhores chances, persistam e conquistem suas convicções.

A nós jovens, desejo que sempre lutemos por um mundo melhor, sem medir os esforços necessários para transformar, inovar, surpreender e conquistar. E claro, sem deixar de lado a essência única que esse processo revelou, ou seja, nós mesmo.


João Ricardo de Oliveira Paixão

Embry-Riddle Aeronautical University, Class of 2023

Se eu faria tudo de novo? Não pensaria duas vezes antes!

O processo todo é como uma fagulha que acende a busca por amadurecimento, crescimento e conhecimento.

É algo que todos os jovens do mundo deveriam ter a oportunidade de enfrentar ao invés de "simplesmente" se preparar 15 anos para fazer uma prova. Sorte daqueles que podem!


Ativo 3@4x-100.jpg

Gabriel Rabello Benarrós

Stanford University, Class of 2011

A decisão de estudar em Stanford iniciou a jornada mais importante da minha juventude.

Uma escola média oferece um diploma, uma escola boa oferece uma educação, uma escola fantástica, como Stanford e as Ivy Leagues, ensinam uma filosofia de vida.

A universidade foi fundamental para moldar a minha maneira de enxergar as coisas. Lá conheci pessoas que formaram meu caráter adulto e fui exposto a muitas ideias que integrariam a minha atual visão de vida.

A combinação de morar em um ambiente inspirador, cercado por pessoas brilhantes, e ver projetos tomarem vida é absolutamente transformadora. O freshman year é um renascimento social, durante o qual milhares de alunos procuram se conhecer, fazer amizades e criar vínculos que irão durar, muitos, muitos anos.

Navegar é preciso. Estudar fora é alçar velas.


WhatsApp%252BImage%252B2019-04-25%252Bat%252B14.17.44.jpg

Mateus Rabello Benarrós

Yale University, Class of 2013

Até hoje ainda não consigo descrever o quão importante a experiência de estudar no exterior foi para mim. Não falo somente dos professores sensacionais - muitos deles autores relevantes e revolucionários em suas áreas - da estrutura articulada por grandes engenheiros e arquitetos e do ensino excepcional. Falo da oportunidade de se viver um sonho. Falo de alimentar tanto minhas paixões - como desenho e viagens - como também crescer como homem e profissional. Falo de se viver num mundo onde o mérito, o esforço e a busca pelo conhecimento são características onipresentes.

A vida de um jovem brasileiro que conquista a oportunidade de pertencer ao meio acadêmico americano é moldada para melhor. É um crescimento que é sentido, não só pelo aluno, mas por pais, amigos e professores, peças insubstituíveis nessa árdua jornada. Árdua, mas que faria de novo sem dúvida alguma.


Mendel Assayag

Emory University, class of 2021

Mendel Assayag foi admitido em 2017 na Emory University. Também foi aceito na American University, Brandeis University, Drexel University, Miami University Oxford, University of Colorado Boulder, Wake Forest University e na University of California, nos campi de Davis, Riverside, San Diego, Santa Barbara e Santa Cruz.

Drexel, Miami University Oxford e UC Riverside ofereceram bolsa de estudos.

No vídeo, Mendel fala sobre a importância de ter um acompanhamento e uma orientação qualificados durante o processo de admissão e diz estar preparado e seguro para o início da sua jornada acadêmica na Emory University, onde escolheu estudar.


Pedro Henrique de Medeiros

Georgia Institute of Technology, Class of 2020

Pedro foi admitido no Georgia Institute of Technology, no Rensselaer Polytechnic Institute, na University of Colorado Boulder e no Florida Institute of Technology, neste último com bolsa.

É aluno de engenharia em Georgia Tech e Tesoureiro da BRASA - Brazilian Student Association.

Fundou, já no primeiro ano, com um colega do curso e com o apoio da universidade, uma startup para desenvolver wingsuits.

Ouça o que ele tem a dizer sobre o processo de admissão e a importância dos essays.


Phelippe Daou Neto

Syracuse University, Class of 2019

Phelippe foi aceito em 5 universidades americanas, 2 das quais ofereceram bolsa de estudos.

Formou-se em 2019 na Syracuse University.

No vídeo, ele fala sobre o processo de amadurecimento no college e sobre a oportunidade que teve.

Phelippe estudou Business e trabalha com criptomoedas em Washington - DC.

Pretende, após alguns anos, voltar e "ajudar a construir um Brasil melhor".


Ativo 4@4x-100.jpg

Lorena Daou Paixão e Silva

Syracuse University, Class of 2018

Desde nova eu sempre sonhei em estudar Jornalismo.

Tive a oportunidade de cursar um mês numa universidade federal do país e senti na pele o que é a experiência de estudar jornalismo aqui, bem diferente da oferecida nos Estados Unidos, onde há uma grande variedade de cursos e todos com excelentes professores. Além disso, você não corre o risco de ter uma greve no meio do curso.

A experiência foi maravilhosa, indescritível. É aquela sensação de dever cumprido e nada disso teria sido possível sem o trabalho da APPLY e de sua equipe, que foi essencial nessa minha conquista.

Eles “puxavam a minha orelha” quando eu queria desistir, faziam eu me esforçar e sempre dar o melhor de mim. Minha conquista também é deles.


Ativo 5@4x-100.jpg

José Pedro Cacheado

University of California San Diego, Class of 2016

Para os que pensam em tentar estudar nos EUA, eu diria “go for it!”. Você não precisa ser um gênio. Você só precisa de força de vontade e dedicação.

Confesso que quando eu tomei a decisão de estudar fora não tinha ideia de como era o processo, mas com a orientação da APPLY tudo se tornou mais fácil, inclusive meu desempenho no ensino médio como também nos testes de admissão nas universidades americanas.

A jornada vai ser árdua, mas os resultados são gratificantes. Onde você poderia ter aula com um dos ganhadores do prêmio Nobel?


_MG_9118.jpg

Marianna Freitas

Georgia Tech, Class of 2019

Não tenho palavras para descrever todo o apoio que a APPLY me deu ao longo do ano passado.

A APPLY vai além do básico, é mais do que só terminar as provas do SAT a tempo, aprender novos vocabulários ou corrigir essays.

Do começo ao fim do processo do application, sinto que mudei certas posturas e amadureci. A cada conversa com os membros da equipe, eu entendia mais e mais.

Sou muito grata à APPLY por sempre me ajudar e incentivar a seguir os meus sonhos. Estou levando vocês no meu coração para os EUA.


Yasmin Gabriela Souza Gomes

Loyola Marymount University, Class of 2019

Eu cheguei na Apply sem muito saber como funciona o processo de admissão, somente carregando o meu sonho de fazer mestrado em Direito na California.

Eu não imaginava a dimensão de um processo de application e o quanto que ele exige de nós.

O maior desafio foi escrever o personal statement, que me exigiu um autoconhecimento que eu acreditava ter, mas, na verdade, não tinha.

Assim, ao construir o meu application, eu pude me construir um pouco mais também, e, mais que isso, pude construir novos sonhos, novos objetivos e novas metas.



Ativo 10@4x-100.jpg

Ana Beatriz Levy Pinheiro

Parsons School of Design, Class of 2016

O que fez toda a diferença em meu processo seletivo foi ter um tutor ao meu lado.

Ter alguém que conhece cada etapa foi fundamental para o sucesso das minhas applications.

As dicas e conversas que tive com meu tutor da APPLY aprimoraram meus essays e garantiram a aprovação em todas as faculdades às quais me candidatei.

Vejo inúmeras vantagens em estudar numa universidade no exterior - você vive outras culturas, conhece pontos de vista diferentes, abre a mente e se educa dentro e fora do campus.

Acabo de chegar na metade do trajeto e até agora tenho adorado tudo que aprendi e acredito ter me tornado uma pessoa mais madura em vários sentidos. É uma outra vida, que te exige muito, mas ensina muito também.


Larissa Salazar Alencar Cavalcante

Temple University, Class of 2020

Larissa foi admitida na Bentley University, Fordham University, Syracuse University, Temple University, Pace University e na University of California, nos campi de Davis, San Diego, Santa Barbara e Santa Cruz.

Temple, UC Santa Cruz e Pace ofereceram a ela bolsa de estudos de até 100 mil dólares para os 4 anos.

Larissa dá 3 dicas sobre o processos de admissão e escolha das universidades: Seja sempre você mesmo no application e, principalmente, nos essays; não procrastine e, muito importante, conheça o lugar onde você vai viver nos próximos 4 anos da sua vida. Não se atenha somente a rankings.

Depois de visitar as universidades que a admitiram, Larissa escolheu a Temple University, que em 2016 foi classificada, pela US News, Top 5 Risk Management & Insurance Program, e, pela Princeton Review, Top 10 Entrepreneurship Program.

Larissa é também coautora do eBook “New SAT Math Practice Test #4 - Questões Resolvidas”, escrito em colaboração com Vinicius Costa. O eBook propõe soluções para as questões de Matemática do Official SAT Study Guide e é destinado aos alunos brasileiros que estão se preparando para o SAT.


Vinicius Moura Costa

Temple University

Vinicius foi admitido na Temple University, Boston University, Rensselaer Polytechnic Institute, Florida Institute of Technology e na University of California, nos campi de San Diego, Davis, Santa Barbara e Santa Cruz.

Florida Tech e Santa Cruz ofereceram bolsa de estudos. Vinicius escolheu a Temple University, que em 2016 foi classificada, pela US News, Top 15 International Business Program e Top 15 Management Information Systems Program

No vídeo, Vinicius explica como foi para ele o processo de admissão.

Vinicius é também coautor do eBook “New SAT Math Practice Test #4 - Questões Resolvidas”, escrito com Larissa Cavalcante. O eBook propõe soluções para as questões de Matemática do Official SAT Study Guide e é destinado aos alunos brasileiros que estão se preparando para o SAT.


Moyses Salim Sabba Tayah

Drexel University

Moyses foi aceito em 5 universidades e escolheu a Drexel University na Filadélfia, considerada, pelo US News, a 8ª melhor universidade nos Estados Unidos na categoria Most Innovative Schools.

Drexel é também conhecida pelo Co-op, um programa de oportunidades de trabalho, oferecido aos alunos durante o curso. Os alunos podem escolher entre centenas de empresas que incluem corporações como Amazon.com, Google, NBC Universal, Lockheed Martin, JP Morgan, e QVC.

Nesse programa, a mediana dos valores pagos aos alunos, em 6 meses, é superior a USD 17.000,00. Confira o que Moyses tem a dizer a respeito.


Giovani Gioia

Syracuse University, Class of 2023

Decidi-me relativamente tarde quanto a tentar ingressar numa universidade no exterior — restavam apenas 4 meses para o final do meu terceiro ano do ensino médio quando busquei a Apply.

A ideia de abandonar todo o percurso galgado no âmbito local — haja vista que eu havia investido a maior parte de meu tempo durante o ensino médio preparando-me para os processos seletivos — assustou bastante.

Contudo, após esclarecedoras conversas com a equipe da Apply, percebi o quão enriquecedora essa experiência poderia ser. Embora o tempo não estivesse a meu favor, posso afirmar que mediante o incrível suporte oferecido pela Apply, pude otimizar minha preparação sem grandes dificuldades, e não só isso, obtive toda a supervisão necessária ao longo das demais etapas do application.